Vamos Ajudar Moçambique

Sexta-feira, Março 29, 2019 - 16:30

Nos dias 14 a 15 de março, o ciclone Idai atingiu, de forma severa, a região central de Moçambique, o Malauí e o Zimbabué, estimando-se que o número de vítimas mortais ultrapasse as 1.000 pessoas. Esta informação tem sido divulgada pelos órgãos oficiais de Moçambique e foi também confirmada pela Cáritas Moçambicana com quem a Cáritas Portuguesa mantém ligação diária.

Estas regiões estavam já em situação de emergência desde 5 de março, devido às cheias, com a Cáritas no terreno em resposta a estas populações. A passagem do ciclone veio agravar esta situação e, para além do elevado número vítimas humanas, causou interrupções no fornecimento de energia, nas comunicações em grande escala e cortou as redes rodoviárias. Estas circunstâncias levaram ao isolamento de várias aldeias, não sendo possível garantir, até ao momento, o fornecimento regular de alimentação e água a estas pessoas. Este cenário pode levar, num futuro próximo, à existência de epidemias como, por exemplo, a cólera.

A Cáritas Portugal disponibiliza o Fundo de Emergência Internacional para ajuda imediata, para o qual agradece o seu donativo na ação “Cáritas Ajuda Moçambique”. Saiba como contribuir em: caritas.pt/como-ajudar-mocambique/

Também a Universidade Católica Portuguesa, através da sua reitora, tem estado em contacto com a Universidade Católica de Moçambique, cuja sede, na cidade da Beira, sofreu gravíssimos danos, com edifícios destelhados, material informático irrecuperável e zonas absolutamente destruídas. Para ajudar na reconstrução do edifício da nossa congénere moçambicana, a Universidade Católica Portuguesa tem uma conta de ajuda direta para a qual pode contribuir com o seu donativo.

IBAN:PT50 0033 0000 00273510416 05
SWIFT/ BIC: BCOMPTPL

Para obter o seu recibo basta de comprovativo de pagamento do seu donativo, juntamente com nome, morada, e NIF para cristina@lisboa.ucp.pt.